Radar Semanal 20/08/21

Joe Biden sai sem responder perguntas depois de discursar sobre a crise no Afeganistão na Casa Branca em 16 de agosto de 2021 em Washington (Foto: Anna Moneymaker/Getty Images).

Neste Radar: Apesar das lições da Guerra do Vietnã, os EUA repetiram o erro no Afeganistão; Artigo analisa algumas inverdades no discurso de Biden sobre o caos no Afeganistão; As dificuldades da Rússia em aumentar sua influência na América Latina; e a descoberta de uma terceira base de ICBM preocupa estrategistas dos EUA.

Rússia testa com sucesso seu ICBM mais recente

Foto: Tass.

O Instituto de Tecnologia Térmica de Moscou começou a desenvolver sofisticadas modificações do ICBM móvel Kedr como parte da atualização dos armamentos estratégicos da Rússia.

Mais recente submarino nuclear da Marinha da Rússia fará primeiro teste de mar

K-549 Knyaz Vladimir, o primeiro submarino de mísseis balísticos (SSBN) classe Borei-A (Projeto 955A) da Marinha da Rússia (Foto: Ministério da Defesa russo).

Em junho, o submarino de propulsão nuclear Knyaz Oleg será testado em junho.

Fragata Marechal Shaposhnikov dispara míssil de cruzeiro Kalibr

A fragata Marechal Shaposhnikov (Foto: Serviço de imprensa do Ministério da Defesa da Rússia).

Disparo foi assegurado por navios da Frota do Pacífico, bem como aeronaves e helicópteros da aviação marítima, que fecharam o espaço aéreo e a área perigosa para a navegação.

Arábia Saudita derruba oito drones Houthi

Foto: Anadolu Agency.

Ministério da Defesa saudita disse que o ataque não visa apenas o reino, mas também o centro nevrálgico da economia global e a segurança e estabilidade das exportações de petróleo.

Coreia do Norte afirma ter testado um novo “projétil tático guiado”

Cidadãos assistem às notícias sobre o disparo de mísseis da Coreia do Norte na Estação Suseo em Seul, Coreia do Sul, 25 de março de 2021. (Foto: EPA-EFE/Yonhap).

Segundo a agência estatal norte-coreana KCNA, os mísseis lançados na quinta-feira percorreram cerca de 600 km, em conflito com os 420-450 km estimados por Seul e Tóquio.

A Coreia do Norte poderia ter lançado cópias dos mísseis russos Iskander, diz especialista japonês

Imagem: Jeon Heon-Kyun/EPA-EFE.

A Coreia do Norte lançou dois mísseis balísticos em direção ao Mar do Japão na quinta-feira, pela primeira vez desde 29 de março do ano passado

Cronologia do programa nuclear iraniano

Embora não seja possível determinar com certeza se o programa nuclear iraniano contempla a construção de armas, é fato que, ao longo dos anos, o país desenvolveu uma série de tecnologias, como enriquecimento de urânio e sistemas de mísseis, que tornam isso possível em um espaço de tempo relativamente curto. Teerã sempre negou essa possibilidade, afirmando que seu programa se destina a fins pacíficos.

Radar Semanal 12/02/2021

Neste Radar, sanções americanas a Mianmar, uma breve análise dos mísseis do Paquistão, a bomba nuclear do Irã de acordo com a inteligência da IDF; os EUA e países da OTAN intensificam operações no Mar do Sul da China e uma análise do Al-Monitor sobre a atuação da Rússia na Líbia.

Radar Semanal 25/09/2020

O primeiro voo do Gripen no Brasil foi noticiado na imprensa internacional especializada. A Defense One diz que o contrato de US$ 13 bilhões da USAF com a Northrop Grumman para novos mísseis balísticos levanta dúvidas, e a Defense News noticia que o Pentágono visa uma esquadra de 500 navios. A Associated Press traz a troca de farpas entre EUA, Rússia e China na ONU, devido à Covid-19, e Putin parece estar ampliando sua atividade militar na Bielorrússia.