Três foguetes lançados contra Israel a partir do Líbano, sem danos segundo os militares israelenses

Foto tirada de Sderot, no sul de Israel, na fronteira com Gaza, mostra foguetes disparados pelo sistema de defesa anti-mísseis Iron Dome de Israel, em 13 de maio de 2021 (Foto: Emmanuel Dunand/AFP).

Três foguetes lançados do Líbano em direção a Israel caíram no Mediterrâneo sem causar danos. O lançamento ameaçou abrir uma nova frente na escalada da luta entre Israel e o Hamas em Gaza.

Para o Irã, armas nucleares podem esperar

Com uma população se afastando cada vez mais da religião e tendendo a preferir um governo secular, o regime dos aiatolás do Irã estaria mais inclinado a priorizar a recuperação da economia, gravemente afetada pelas sanções e pela pandemia do Covid-19, do que a obtenção de armas nucleares.

As reversões de Joe Biden

Passado o período de promessas eleitorais, Joe Biden, agora empossado como o 46º presidente dos Estados Unidos, deverá lidar com a realidade das pressões sofridas pelos ocupantes da Casa Branca. Em relação à política externa, não será fácil cumprir todas as suas promessas de campanha frente às realidades que terá que enfrentar. Biden agora corre o risco de ser condenado pelo que fizer e pelo que não fizer.

Mudanças na geopolítica do Oriente Médio

Os “Acordos de Abraão”, como vem sendo chamados os tratados entre Israel e, até o momento, Emirados Árabes Unidos e Bahrein, com anuência da Arábia Saudita, indicam uma mudança importante na região. Palestinos, que percebem uma redução do apoio árabe à sua causa, e iranianos, que vem sendo vistos como o principal fator de risco na região, são os maiores insatisfeitos com o contexto que vem se desenhando.

Radar Semanal 18/09/2020

No Radar desta semana, entre outros assuntos, o voo do protótipo do caça de 6ª geração da USAF, e uma análise das relações EUA-India em meio ao aumento das tensões com a China; a Foreign Policy trata das ambições da França no Oriente Médio, e a Gazeta do Povo avalia a visita de Mike Pompeo à fronteira Brasil-Venezuela. Uma visão dos interesses dos EUA na África pelo American Security Project, e uma atualização da situação na Bielorrússia pelo ISW.

Radar Semanal 11/09/2020

A questão na Bielorrússia e a atuação da Rússia na Síria; Um artigo do INSS de Israel com preocupações sobre a tensão entre China e EUA em meio aos planos chineses de dobrar sua capacidade nuclear. Ainda sobre Israel, um gráfico com os mísseis israelenses. A Al Jazeera produziu um interessante mapa interativo com o histórico de fronteira entre China e Índia. O Washington Post publicou reportagem sobre mais um incêndio em Beirute e, o USNI analisa o crescimento da marinha chinesa. O Al-Monitor trouxe uma matéria sobre os exercícios militares do Irã no Estreito de Ormuz e o The War Zone fala sobre o novo livro de Bob Woodward e a revelação de Trump sobre novos sistemas de armas nucleares americanas.

A influência geográfica nos conflitos Árabe-Israelenses

As características geográficas do entorno de Israel, o fato de estar cercado por inimigos reais e potenciais, além de não possuir aliados na região, fizeram com que o país adotasse uma estratégia de uso de “zonas de amortecimento” ou “zonas-tampão”, a exemplo do que ocorre com a Rússia e suas preocupações com o crescimento da OTAN.

Tragédia no Líbano

O Líbano, além de conviver com o permanente conflito entre Hezbollah e Israel, vinha recebendo um grande fluxo de refugiados da guerra civil da Síria em meio a uma severa crise política e econômica. Não bastasse tudo isso, a violenta explosão que atingiu o país no início deste mês, além do desastre humanitário, impõe um enorme desafio à sua já combalida economia e agrava a crise política.

Explosão em Beirute (atualizações)

Duas explosões atingiram a capital libanesa de Beirute ontem às 18h00 (horário local). Ainda não há confirmação do total de vítimas e danos, mas as estimativas mostram prejuízos gigantescos em vidas e perdas materiais. Tampouco há ainda indicações seguras sobre as causas; o foco neste momento é nos trabalhos de resgate às vítimas e combate às chamas.

Explosão em Beirute

Uma enorme explosão atingiu a capital libanesa de Beirute nesta terça-feira, com muitos mortos na explosão e na onda de choque resultante. A causa da explosão, que se originou na área do porto da cidade, ainda não foi esclarecida.