Documentos da Guerra Fria: CIA – conceitos básicos do processo de inteligência

Imagem: Eduardo Ramón/Wired.

Neste documento de maio de 1959, a CIA (Central Intelligence Agency), uma das principais agências de inteligência dos Estados Unidos, explana os conceitos básicos de seus processos de coleta, organização, produção e disseminação de Inteligência.

Radar Semanal 22/10/21

Militares durante o exercício anual do Comando Cibernético dos EUA, o Cyber Flag (US Cyber Command).

Hoje no Radar: Expandir Five Eyes parece atraente, mas há riscos; crise logística nos EUA mostra o que pode ocorrer em um confronto militar entre potências; Infraestrutura americana pode ser campo de treino para ciber-atacantes; Biden causa confusão ao dizer que EUA defenderiam Taiwan de ataque chinês; Uma reflexão sobre a “Nova Guerra Fria”.

As alternâncias do poder mundial do final do Século XIX aos dias atuais

Sala de reuniões do Conselho de Segurança da ONU na sede das Nações Unidas em Nova York, EUA, em fotografia de 2014 (Foto: Neptuul/Wikimedia Commons/CC BY-SA 3.0).

Analisar a história nos mostra que, independentemente do direito internacional, o poder econômico e a força militar são fatores determinantes no relacionamento entre as nações.

Origens militares da indústria nacional de informática

Imagem: Charles Deluvio/Unsplash.

Depois de 1964, uma corrente militar pós-Segunda Guerra, mais voltada para a modernização industrial do Brasil, formulou e implantou a Política Nacional de Informática, que legitimou a Indústria Nacional de Informática.

Espiões Espaciais Parte II: Missões Militares dos EUA

O “espião-bombardeiro” Dyna-Soar (Imagem: USAF).

Durante a Guerra Fria, com a evolução tecnológica e o desenvolvimento da chamada “Corrida Espacial”, tanto a União Soviética como os Estados Unidos procuraram implementar projetos espaciais de cunho militar. A primeira parte deste extenso estudo mostrou os experimentos soviéticos; esta segunda parte do artigo discorre sobre as implementações militares desenvolvidas pelos americanos.

China denuncia comunicado da OTAN e defende política de gastos militares

Soldados do Exército de Libertação Popular da China em treinamento militar nas montanhas Pamir em Kashgar, noroeste da China, região de Xinjiang (Foto: AFP/Getty Images).

Missão chinesa na UE disse que os gastos militares de Pequim são muito menores do que os de membros da OTAN e acusou a aliança de conjurar uma ameaça militar chinesa para justificar sua própria agenda.

Radar Semanal 11/06/21

Exercício de fogo real da Marinha chinesa no Mar da China Oriental em agosto de 2020 (Foto: Navy.81.cn).

O Radar desta semana traz uma advertência da DW, afirmando que uma corrida armamentista de IA já está em andamento; em artigo da Anadolu, analista afirma que Israel está usando os escassos recursos hídricos da região como arma política; uma análise da Foreign Affairs diz que os EUA não estão preparados para uma guerra com a China; e reportagem do SCMP avalia que uma guerra China-EUA poderia começar devido a um acidente.

Assessor presidencial russo diz que as relações Rússia-EUA estão no nível mais baixo desde o fim da Guerra Fria

Da esquerda para a direita, o presidente russo, Vladimir Putin, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, e o assessor presidencial russo Yuri Ushakov (Foto: Mikhail Metzel/Tass).

Yury Ushakov, assessor presidencial russo, disse que seria lógico prestar atenção às relações Rússia-EUA antes da cúpula bilateral que deve ocorrer em Genebra em 16 de junho.

Paquistão diz não às bases militares dos EUA em seu território

Foto: Anadolu.

Islamabad também nega acordo com Washington sobre futuras operações de contraterrorismo no Afeganistão.