Novo F-15EX da USAF será chamado de Eagle II

O F-15EX Eagle II, o mais novo caça da Força Aérea, chega à Base Aérea de Eglin, Flórida, em 11 de março de 2021 (Foto: Ilka Cole / USAF).

A USAF pretende construir pelo menos 144 aeronaves F-15EX na próxima década; o contrato com a Boeing dá opção para compra de até 200 aeronaves.

B-52 sobrevoam o Oriente Médio – mais uma vez

Biden parece decidido a restabelecer o tratado nuclear com o Irã, mas ao fazer disso um objetivo fundamental de seu governo, pode levar os iranianos a acreditar que ele está desesperado pelo acordo. De seu lado, Teerã, ao parecer inflexível, aposta que criará problemas políticos para Biden e exige concessões antes de considerar um retorno.

Radar Semanal 26/02/2021

No Radar Semanal de hoje, destacamos dois fatos que consideramos marcantes: o ataque americano à instalações na Síria, a primeira ação militar de Joe Biden, e a escalada da crise em Mianmar, cuja solução parece cada vez mais distante. Selecionamos três artigos sobre cada assunto, procurando trazer visões distintas.

O Retorno Triunfal do F-15 Eagle à USAF

O retorno do F-15X/EX Super Eagle à USAF traz à tona uma irrefutável constatação da concepção de complementaridade estratégica que rege a aquisição, pela USAF, da nova versão do clássico caça de superioridade aérea, prevista no orçamento do Pentágono de 2020.

Um F-15 da USAF nas mãos de um Marine

Um Marine, pilotando um F-15 da USAF, liderou a primeira missão de superioridade aérea do primeiro ataque da Guerra do Golfo, derrubando um MiG-29 no processo.