A superpotência regional turca

Soldados americanos ao lado de veículo militar turco nos arredores de Tel Abyad, na Síria, perto da fronteira com a Turquia, em setembro de 2019 (Foto: Delil Souleiman/Agência France Presse/Getty Images).

Com uma população que em 2020 atingiu a marca de 82 milhões de habitantes e um contingente militar ativo de 355 mil soldados, a Turquia aspira ascender ao posto de “superpotência regional” nos próximos anos.

O retorno do Império Otomano é possível?

Tropas turcas e azeris em exercícios militares conjuntos na província de Kars, leste da Turquia (Foto: Reuters).

A Turquia governada por Recep Tayyp Erdogan, um admirador do Império Otomano, vem ganhando destaque internacional nos últimos tempos, com ações na Síria, em apoio ao Azerbaijão, e obtendo proeminência inclusive em tecnologias militares. Mas até que ponto isso pode significar o renascimento de um “novo” Império Otomano?

A nova estratégia de segurança russa

Tropas aerotransportadas da Rússia desfilam em Moscou (Foto: Zhuravlevzhuravleva/Pixabay).

A nova Estratégia de Segurança da Rússia, assinada por Vladimir Putin no início deste mês, reflete as preocupações atuais dos estrategistas do país. O documento traça as “linhas vermelhas” que os russos consideram que não devem ser ultrapassadas pelo Ocidente, e preocupa o fato de não coincidirem com as linhas traçadas pela OTAN e pelos EUA.

Radar Semanal 23/07/2021

Foto: Geopolitical Monitor.

A edição desta semana do Radar traz uma análise da situação de Cuba, com quatro possíveis desfechos; um sumário das ações da Rússia em suas zonas de influência; uma avaliação da política americana para o Sul do Cáucaso; e a notícia de que a China quer maior aproximação de seus militares com o público.

Rússia, Bielorrússia e Sérvia iniciam exercícios conjuntos de contraterrorismo da Fraternidade Eslava

Militares da Rússia (Foto: Zarko Skoko/Ministério da Defesa República da Sérvia).

No decorrer das manobras conjuntas, as forças praticarão a realização de operações táticas e um assalto aerotransportado para apoiar a chegada das forças básicas.

O que aconteceu com a liderança americana?

A mudança do foco estratégico de Washington para a Ásia e o Pacífico em detrimento da Europa, como vinha ocorrendo até há poucos anos, não se deve a uma suposta postura isolacionista dos Estados Unidos, como acreditam alguns analistas, mas simplesmente atende aos interesses americanos.

Perfil: Alexandr Dugin, ideólogo de Putin?

Este artigo procura traçar um breve perfil de Alexandr Dugin, teórico e analista político russo cujo trabalho e ideias vem despertando interesse e obtendo ampla influência intelectual, sendo até mesmo identificado por alguns como influenciador da política russa sob o atual governo de Vladimir Putin.