Radar Semanal 21/01/22

USS Carl Vinson operando no Mar da China Meridional, abril de 2017 (Matt Brown/Reuters).

**Exclusivo Assinantes** A OTAN é grande e provocativa demais; Os EUA tem mais rivais do que conseguem lidar; A política externa americana joga seus adversários nas mãos uns dos outros; As ambições superdimensionadas das Big Techs.

A expansão naval da China

O navio de abastecimento Chaganhu e o destroier Nanning, ambos da Marinha chinesa, conduzem exercícios navais no Mar do Sul da China (Weibo).

Na visão de Pequim, o desenvolvimento da capacidade de exercer controle marítimo, não apenas no Pacífico, mas de forma global, é crucial para os interesses da China.

As mudanças climáticas e a disputa pelo Ártico

O petroleiro russo Renda navega em direção a Nome, no Alasca, com a apoio do Healy, cutter da Guarda Costeira dos EUA, no Mar de Bering (Sara Francis/Guarda Costeira dos EUA via Getty Images).

O derretimento da calota polar ártica pode disparar o gatilho de uma acirrada disputa geopolítica entre as três maiores potências militares do planeta.

Radar Semanal 30/12/21

OODA Loop.

**Exclusivo Assinantes** Tóquio se esforça para acompanhar o ritmo da China na Defesa; O teste do hipersônico Shaurya aumenta ambiguidade da postura nuclear da Índia; IA é vista como tecnologia estratégica crítica; EUA e Japão apresentam plano conjunto sobre potencial ataque chinês a Taiwan.

Radar Semanal 23/12/21

Comboio de tropas russas em deslocamento na direção de Tskhinvali, na Geórgia, em 16 de agosto de 2008 (AFP).

**Exclusivo Assinantes** Um perfil do chanceler alemão Olaf Scholz, bem conhecido do público alemão; Os objetivos franceses no Indo-Pacífico; O pragmatismo das negociações da Índia com a Rússia; Análise: Um compromisso de não expandir a OTAN até as fronteiras da Rússia seria realisticamente possível?

Radar Semanal 10/12/21

Militares das Forças Armadas da Índia desfilam na parada do Dia da Vitória na Praça Vermelha, em Moscou, marcando o 75º aniversário da vitória na Segunda Guerra Mundial (Ramil Sitdikov/Host Photo Agency/Getty Images).

**Exclusivo Assinantes** Preparativos da Rússia sinalizam que Moscou reconhece o perigo de uma área fortificada em sua fronteira; Relações russo-indianas são tradicionalmente boas, mas os laços econômicos estão estagnados e suspeitas mútuas vêm se insinuando; A visão da ministra das Forças Armadas da França sobre os desafios tecnológicos que seu país vem superando; Interesses conflitantes dificultam que Israel e Irã encontrem uma solução diplomática para seu impasse.

Radar Semanal 26/11/21

O Hakugei, segundo submarino da classe Taigei da Força de Autodefesa Marítima do Japão, foi lançado na cidade de Kobe em 14 de outubro de 2021 (Kosuke Takahashi/The Diplomat).

**Exclusivo Assinantes** Situação da Ucrânia é a mais importante fonte de instabilidade entre a Rússia e os EUA; Genocídio é o crime mais alto na categoria de crimes internacionais, mas será isso o que ocorre em Xinjiang? “Clareza estratégica” versus “ambiguidade estratégica” em relação a Taiwan; Gabinete japonês aprovou orçamento extra recorde para a Defesa.

Radar Semanal 19/11/21

Carros de combate do Corpo de Fuzileiros Navais americano em deslocamento perto de Seul, na Coréia (Imagem de arquivo do US Naval Institute).

**Exclusivo Assinantes** Estudo alerta que os EUA precisam gastar mais em treinamento profissional e infraestrutura de manufatura; Negociações do acordo nuclear com o Irã provavelmente serão difíceis; Crescente capacidade hipersônica da China, faz Marinha americana acelerar programas; US Marines vão se desfazer de blindados pesados, decisão que poderão lamentar no futuro.

Xi Jinping pavimenta o caminho para se perpetuar no poder na China

O presidente chinês Xi Jinping (Noel Celis/Getty Images).

Sem novas lideranças capazes de ameaçá-lo, Xi Jinping firma-se em uma condição de liderança inconteste, transmitindo aos chineses e ao mundo a mensagem de que ele é a única pessoa capaz de conduzir a China à condição de superpotência.

Radar Semanal 05/11/21

O quebra-gelo nuclear russo "50 Years of Victory" no Polo Norte em 18 de agosto de 2021 (Ekaterina Anisimova/AFP).

Nesta edição do Radar: China e EUA usam as ZEEs como ferramentas para promover seus objetivos geopolíticos; Azerbaijão se tornou o motor econômico do Sul do Cáucaso; Mudanças no Ártico e investimentos da Rússia na região são alerta para os EUA; Acesso a recursos de energia e novas rotas no Ártico resultam em competição entre EUA, Rússia e China.