Radar Semanal 28/01/2022

Militar ucraniano (Wolfgang Schwan/Anadolu/Getty).

**Exclusivo Assinantes** Se Moscou quis chamar a atenção do Ocidente, foi ouvida em alto e bom som; Topas russas na Bielorrússia assumiram posições perto da fronteira com a Ucrânia; Verdadeiro prêmio na Ucrânia é o fim da influência americana na Europa; Biden pressiona por linha dura contra a Rússia, mas Putin não está tremendo.

Russos, norte-americanos e europeus debatem o futuro da Ucrânia

Os presidentes Vladimir Putin, da Rússia (esq.), e Joe Biden, dos EUA (dir.).

Negociações que se iniciam hoje em Genebra, na Suíça, poderão ser decisivas não apenas na questão da central da Ucrânia, mas para o futuro das relações entre as duas maiores potências militares do planeta.

Radar Semanal 29/10/21

Aeronaves voam em formação sobre o porta-aviões americano USS Ronald Reagan, no Mar do Sul da China (Kaila V Peters/Marinha dos EUA).

**Exclusivo Assinantes** A aproximação da China com países da América Central; Lloyd Austin exige que Rússia devolva a Crimeia à Ucrânia; empreiteiras de defesa alertam para perda de funcionários não vacinados; Biden queria tranquilizar ASEAN, mas sua estratégia de defesa está defasada; artigo avalia como Washington perdeu a paz pós-soviética.

Radar Semanal 22/10/21

Militares durante o exercício anual do Comando Cibernético dos EUA, o Cyber Flag (US Cyber Command).

Hoje no Radar: Expandir Five Eyes parece atraente, mas há riscos; crise logística nos EUA mostra o que pode ocorrer em um confronto militar entre potências; Infraestrutura americana pode ser campo de treino para ciber-atacantes; Biden causa confusão ao dizer que EUA defenderiam Taiwan de ataque chinês; Uma reflexão sobre a “Nova Guerra Fria”.

Radar Semanal 17/09/21

Livro de Bob Woodward e Robert Costa diz que o general Mark Milley, chefe do Estado-Maior Conjunto dos EUA, disse ao general chinês Li Zuocheng que o alertaria em caso de ataque dos EUA (Foto: AP).

Hoje no Radar: Perda de influência global dos EUA leva aliados a buscar outros apoios; Sem ONU e OTAN, europeus e asiáticos podem criar solução que Afeganistão não exporte terror; Nova aliança militar entre EUA, Reino Unido e Austrália deve aumentar tensões com Pequim; Biden defende Milley e Trump diz que nunca soube de ligações para a China.

Radar Semanal 27/08/2021

O presidente Joe Biden fala sobre a situação em Cabul, Afeganistão, sendo questionado por repórteres na Casa Branca, na quinta-feira 26 de agosto (Foto: Drew Angerer/Getty Images).

Esta edição do Radar se concentra mais uma vez no Afeganistão. Além do desastroso desfecho da retirada aliada, muitas análises indicam que os recentes acontecimentos estão levando a uma quebra de confiança na liderança americana.

Radar Semanal 20/08/21

Joe Biden sai sem responder perguntas depois de discursar sobre a crise no Afeganistão na Casa Branca em 16 de agosto de 2021 em Washington (Foto: Anna Moneymaker/Getty Images).

Neste Radar: Apesar das lições da Guerra do Vietnã, os EUA repetiram o erro no Afeganistão; Artigo analisa algumas inverdades no discurso de Biden sobre o caos no Afeganistão; As dificuldades da Rússia em aumentar sua influência na América Latina; e a descoberta de uma terceira base de ICBM preocupa estrategistas dos EUA.

Joe Biden e o caos do Afeganistão

Centenas de pessoas correm ao lado de uma aeronave de transporte C-17 da USAF enquanto ele taxia pela pista do aeroporto de Cabul, Afeganistão, em 16 de agosto de 2021 (Foto: Politico/UGC via AP).

Apesar de afirmar que é sua a responsabilidade pela decisão da retirada americana, Joe Biden colocou toda a culpa nos próprios afegãos e em Donald Trump pela impressionante e veloz retomada do Afeganistão pelo Talibã.

Radar Semanal 16/07/21

O ex-vice presidente dos EUA, Mike Pence (Foto: Erin Granzow).

Hoje no Radar, um artigo aborda os desafios da modernização da tríade nuclear dos EUA; a recente implantação de 16 aeronaves da força aérea chinesa próximo ao espaço aéreo da Malásia pode sugerir uma nova tática para a China afirmar suas reivindicações sobre o Mar do Sul da China; O ex-vice-presidente americano Mike Pence ingressou na The Heritage Foundation fazendo um forte discurso anti-China, que traduzimos nesta edição; O compromisso da Turquia de proteger o aeroporto de Cabul é arriscado, mas pode trazer recompensas estratégicas significativas.

Democratas querem gastar mais do que Biden na aquisição de armas

O contratorpedeiro americano USS John S. McCain com navios da Marinha Real Australiana e da Força de Autodefesa Marítima do Japão no Mar do Sul da China para um exercícios em 19 de outubro de 2020 (Foto: US Navy).

A legislação provavelmente desencadeará debate partidário, como pontos o fechamento de Guantánamo, a exigência de pagamento de salário mínimo pelas empreiteiras de defesa, e a negativa de apoio às operações militares ofensivas no Iêmen.