A guerra na Ucrânia através de uma lente africana

Share on facebook
Share on twitter
Share on pinterest
Share on linkedin
O chanceler alemão, Olaf Scholz, é recebido pelo presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, em Pretória, África do Sul, em 24 de maio de 2022 (Siphiwe Sibeko/Reuters).

Por William Minter* O chanceler alemão, Olaf Scholz, é recebido pelo presidente sul-africano, Cyril Ramaphosa, em Pretória, África do Sul, em 24 de maio de 2022 (Siphiwe Sibeko/Reuters). Do cenário de “conosco ou contra nós” às consequências desproporcionais da crise das commodities, os países africanos têm motivo para o não…

Conteúdo exclusivo para assinantes!

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn

Veja também