Ministro da Defesa da Rússia diz que país continuará a desenvolver infraestrutura militar no Ártico

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Membros de uma unidade de reconhecimento da brigada de infantaria mecanizada do Ártico da Frota do Norte conduzem exercícios militares e aprendem a andar de trenó puxado por cães (Foto: Lev Fedossev/The Arctic Institute).

Membros de uma unidade de reconhecimento da Brigada de Infantaria Mecanizada do Ártico da Frota do Norte (Foto: Lev Fedossev/The Arctic Institute).

A Rússia continuará desenvolvendo sua infraestrutura militar no Ártico e na costa do Oceano Ártico, disse o Ministro da Defesa russo, Sergei Shoigu, na reunião do conselho do ministério na terça-feira.

“É importante dizer que a Frota do Norte está constantemente praticando o emprego da aviação de caça nos aeródromos dos arquipélagos do Ártico. A infraestrutura militar continua a ser desenvolvida nas ilhas do Ártico e na costa do Oceano Ártico”, disse Shoigu.

A Rússia está concluindo a construção do campo de aviação Temp no arquipélago das ilhas Nova Sibéria, acrescentou o chefe da defesa. “Um acantonamento está sendo construído para a terceira divisão de defesa aérea no assentamento de Tiksi, na República de Sakha (Yakutia)”, observou Shoigu.

O chefe da defesa lembrou que foi concluída a construção de uma pista com 3.500 metros de extensão no campo de aviação de Nagurskaya, na Ilha Alexandra Land, que permite receber todos os tipos de aeronaves.

O ministro da Defesa também apreciou muito os resultados da expedição da Frota do Norte ao Ártico, na qual três submarinos nucleares emergiram sob o gelo em um espaço limitado pela primeira vez na história da Marinha da Rússia. Como disse Shoigu, o pessoal da Frota demonstrou alto profissionalismo na implantação do Ártico.

“A expedição envolveu mais de 600 militares e civis e cerca de 200 itens de armamento e equipamento militar. Aeronaves militares de transporte realizaram mais de 66 voos para seu fornecimento”, disse o chefe da defesa.

A Frota do Norte russa tradicionalmente dá grande atenção à pesquisa científica, destacou Shoigu.

“Juntamente com a Sociedade Geográfica Russa, foram pesquisados ​​objetos no arquipélago Novaya Zemlya e nas águas da Rota do Mar do Norte no ano passado. Como resultado, mais de 120 evidências de significado histórico foram encontradas. Elas serão transferidas para os principais museus russos. Este ano, continuaremos esse trabalho”, disse o ministro da Defesa.

Fonte: Tass.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também