Israel e Grécia assinam acordo de defesa recorde

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
O Ministro da Defesa de Israel, Benny Gantz, sobrevoa a área da fronteira com Gaza, ao sul de Israel, em 2 de março de 2021 (Foto: Dan Williams/Reuters).

O Ministro da Defesa de Israel, Benny Gantz, sobrevoa a área da fronteira com Gaza, ao sul de Israel, em 2 de março de 2021 (Foto: Dan Williams/Reuters).

Israel e Grécia assinaram seu maior acordo de compras de defesa, que Israel disse no domingo, que fortalecerá os laços políticos e econômicos entre os países; as forças aéreas de ambos lançaram um exercício conjunto.

O acordo inclui um contrato de US$ 1,65 bilhão para o estabelecimento e operação de um centro de treinamento para a Força Aérea Helênica pela empresa de defesa israelense Elbit Systems por um período de 22 anos, disse o Ministério da Defesa de Israel.

O centro de treinamento será baseado na própria academia de vôo de Israel e equipado com 10 aeronaves de treinamento M-346 produzidas pela italiana Leonardo, disse o ministério.

A Elbit fornecerá kits para atualizar e operar aeronaves T-6 da Grécia e também fornecerá treinamento, simuladores e suporte logístico.

“Estou certo de que (este programa) aumentará as capacidades e fortalecerá as economias de Israel e da Grécia e, portanto, a parceria entre nossos dois países se aprofundará nos níveis de defesa, econômico e político”, disse o ministro da Defesa israelense, Benny Gantz.

O anúncio ocorre na sequencia de uma reunião em Chipre na sexta-feira entre os ministros das Relações Exteriores dos Emirados Árabes Unidos, da Grécia, do Chipre e de Israel, que concordaram em aprofundar a cooperação.

As forças aéreas israelense e grega lançaram no domingo um exercício conjunto na Grécia, disseram os militares israelenses.

Em pelo menos um exercício anterior sobre a Grécia, caças israelenses treinaram contra um S-300 instalado em Creta. O sistema de defesa aérea de fabricação russa também está implantado na Síria e no Irã, inimigos de Israel.

Uma fonte do Comando da Defesa Nacional Helênica disse que o S-300 não havia sido ativado no exercício conjunto que começou no domingo.

Fonte: Reuters.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também