Coalizão realiza 133 ataques aéreos contra ISIS no Iraque

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Dois F/A-18F Super Hornet decolam do USS Carl Vinson em missão de apoio à Operação Inherent Resolve. Imagem ilustrativa. (Foto: Scott Fenaroli/US Navy).

Dois F/A-18F Super Hornet decolam do USS Carl Vinson em missão de apoio à Operação Inherent Resolve. Imagem ilustrativa. (Foto: Scott Fenaroli/US Navy).

Aeronaves da coalizão liderada pelos EUA conduziram recentemente uma grande ofensiva contra o grupo do Estado Islâmico no norte do Iraque, realizando 133 ataques aéreos em 10 dias visando um complexo de cavernas que servia como um refúgio para terroristas. Isso é mais do que qualquer total de ataques aéreos mensais no Iraque e na Síria desde 2019.

A ofensiva, em apoio às forças terrestres iraquianas, destruiu 61 esconderijos, 24 cavernas e eliminou “uma série de terroristas”, disse o coronel Wayne Marotto, porta-voz da Força-Tarefa Combinada – Operação Inherent Resolve.

O porta-voz do Ministério da Defesa do Iraque, Yehia Rasool, disse que a missão teve como objetivo secar as fontes do terrorismo. O Serviço de Contra-Terrorismo do Iraque liderou o esforço terrestre.

Os ataques se concentraram em uma área chamada Montanha Qarachogh, cerca de 50 quilômetros a sudoeste de Erbil. O vídeo dos ataques publicado pelo Curdistão 24 mostra grandes nuvens de fumaça subindo de uma área montanhosa.

Os ataques aéreos da coalizão diminuíram em grande parte no Iraque e na Síria desde que o ISIS perdeu seu autoproclamado califado e boa parte do grupo foi para a clandestinidade. De acordo com as informações mais recentes publicadas pelo OIR, houve um total de 25 ataques no Iraque e na Síria em dezembro de 2020.

O governo dos EUA estima que entre 8.000 e 16.000 combatentes do ISIS permanecem no Iraque e na Síria, com o grupo operando como uma insurgência de “baixo nível” nas áreas rurais, de acordo com um relatório de fevereiro do Inspetor Geral Chefe do Departamento de Defesa para a Operação Inherent Resolve.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também