Diretor-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha preside 3ª Reunião do Conselho Curador da ABDAN

Compartilhe:
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no pinterest
Compartilhar no linkedin
Capa

Almirante-de-Esquadra Olsen preside a reunião do Conselho Curador da ABDAN (Foto: Marinha do Brasil).

Em 11 de março, foi realizada, por videoconferência, a terceira Reunião do Conselho Curador da Associação Brasileira para o Desenvolvimento de Atividades Nucleares (ABDAN), para tratar temas de importância estratégica para o Setor Nuclear brasileiro.

A sessão foi dirigida pelo Presidente do Conselho Curador, Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen, e mediada pelo Presidente da Associação, Celso Cunha. Dezenove dos 22 Conselheiros membros atenderam ao convite. A reunião contou com as presenças do Embaixador Carlos Duarte, Representante do Brasil na Missão Permanente na Associação Internacional de Energia Atômica (AIEA), na qualidade de Convidado Especial; do Embaixador Marcel Biato, Titular da Representação Diplomática junto à Irlanda; do Contra-Almirante Carlos André Coronha Macedo, Secretário de Coordenação de Sistemas do Gabinete de Segurança Institucional (GSI); e do Doutor Ricardo Guterres, Representante da Comissão Nacional de Energia Nuclear (CNEN), os dois últimos também na condição de convidados especiais.

Conforme previsto na Pauta, o Presidente Celso Cunha anunciou aos presentes a nomeação do Vice-Almirante Noriaki Wada, atual Comandante do 3º Distrito Naval e ex-Coordenador do Comitê de Desenvolvimento do Programa Nuclear Brasileiro (CDPNB) do GSI-PR, para irmanar-se como membro do Conselho Curador. O Almirante Noriaki foi recepcionado sob aclamação dos presentes, fazendo em seguida a devida manifestação em retribuição.

Ainda em atendimento à agenda, a Doutora Virginia Haag, Consultora da ABDAN, realizou uma apresentação abrangente sobre o planejamento estratégico da ABDAN na moldura temporal entre 2021 e 2026. Na sequência, os Vice-Presidentes do Conselho Curador, Capitão de Mar e Guerra (EN-RM1) Orpet Peixoto e Doutor Carlos Leipner, conduziram uma explanação detalhada e objetiva sobre o tema “pequenos reatores modulares” (SMR). Seguiram-se as manifestações e exitoso intercâmbio de ideias pelos Conselheiros, além de sugestões e ações a serem seguidas.

O Presidente do Conselho, Almirante Olsen, concluiu a 3ª reunião, manifestando sua satisfação pelo elevado nível das discussões, que contribuirão para o pretendido desenvolvimento das atividades nucleares no período, enfatizando a necessidade de intensificar as interações entre as ações a empreender e a identificação das empresas com potencial para atender às expectativas.


Almirante-de-Esquadra Olsen e Conselheiros durante sessão de videoconferência do Conselho Curador (Imagem: marinha do Brasil).

Eventos como esse contribuem para o avanço do Programa Nuclear da Marinha e, no sentido mais amplo, do Programa Nuclear Brasileiro, com especial ênfase no presente contexto, em que o Setor Nuclear brasileiro inflete positivamente sua trajetória de desenvolvimento. A Marinha tem envidado esforços para avançar nos marcos planejados para o Programa Nuclear, contribuindo para a dinamização da cadeia produtiva e para consolidar conquistas tecnológicas em áreas estratégicas, como a do combustível nuclear.

Compartilhe:

Compartilhar no facebook
Facebook
Compartilhar no twitter
Twitter
Compartilhar no pinterest
Pinterest
Compartilhar no linkedin
LinkedIn

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Curso sobre a ChinaCurso de InteligênciaCurso sobre a RússiaPublicidade
Fórum Brasileiro de Ciências PoliciaisLoja Café com Defesa

Veja também