Malvinas: o Relatório Rattenbach

Banner-ADG

Albert-VF1 Por Albert Caballé Marimón

A Guerra das Malvinas, ocorrida há trinta e sete anos, durou setenta e quatro dias – de 2 de abril a 14 de junho de 1982 – e deixou um saldo de 649 militares mortos e 1.657 feridos, do lado argentino, e 255 militares mortos e 775 feridos do lado britânico, além de três civis (“kelpers”).

A guerra foi iniciada sob a liderança do General Leopoldo Galtieri, então líder da junta militar e presidente de facto. Após o seu final, o General Reynaldo Bignone, que substituiu Galtieri, encomendou a elaboração de um relatório pormenorizado sobre toda a operação, planejamento, execução e responsáveis.


Sobre este assunto, assista também ao vídeo 244 do Canal Arte da Guerra: MALVINAS: A GUERRA ANALISADA POR UM GENERAL-DE-EXÉRCITO


Este trabalho foi liderado pelo General da reserva Benjamin Rattenbach, à época já com 87 anos de idade, e o resultado final ficou conhecido como “Relatório Rattenbach” (“Informe Rattenbach” em espanhol). O general veio a falecer em 1984, pouco tempo depois da conclusão do relatório.

O material foi classificado como “o documento mais objetivo e confiável sobre a responsabilidade dos comandantes militares e seus subordinados, que poderia ser a base para um julgamento futuro da verdade sobre essa guerra” (Malvinas: investigación militar podría ser la base para el juicio por la verdad, en scba.gov.ar). O relatório trouxe conclusões objetivas devastadoras sobre as responsabilidades do alto comando argentino na guerra e recomendou severas penalidades para os maiores responsáveis.

Para nós brasileiros, este conflito tem uma grande importância, não apenas pela proximidade geográfica e por tratar-se de um de nossos principais vizinhos, mas também de um ponto de vista global, já que foi – e continua sendo – estudado no mundo todo. Por isso, decidi colocar o Relatório Ratenbach à disposição dos leitores do Velho General, já que se trata de um documento fundamental para quem deseja estudar seriamente esta guerra, que continua a nos dar lições até os dias de hoje.

Disponibilizamos o PDF gerado pelo link da Wikisource.org e também os links para o Centro de Ex Soldados Combatientes en Malvinas de Corrientes, que contém o informe, e um link para a página da Casa Rosada onde se encontram os arquivos digitais (PDF) escaneados dos relatórios originais datilografados à época.

Captura de Tela 2019-04-28 às 12.18.19 Download direto do Informe Rattenbach em PDF gerado pela Wikisource.org

Links adicionais:


RECOMENDADOS PELO VELHO GENERAL

Captura de Tela 2019-04-28 às 11.25.10

Foi Por Pouco: Breve História Da Guerra Das Malvinas

    • Russell Phillips (Autor), Aline Lacerda De Abreu (Tradutora)
    • Em português
    • eBook Kindle
Captura de Tela 2019-04-28 às 11.25.22

1982: Los documentos secretos de la guerra de Malvinas/Falklands y el derrumbe del proceso

    • Juan B. Yofre (Autor)
    • Em espanhol
    • Versões eBook Kindle e Capa Comum
Captura de Tela 2019-04-28 às 11.25.33

A Influência britânica no Atlântico Sul: O Caso das Ilhas Malvinas

    • Rogerio do Nascimento Carvalho (Autor)
    • Em português
    • eBook Kindle
Captura de Tela 2019-04-28 às 11.25.44

La guerra de las Malvinas

    • El País (Autor)
    • Em espanhol
    • eBook Kindle

  1 comment for “Malvinas: o Relatório Rattenbach

  1. Maus Panther
    28/04/2019 às 13:38

    Poderiam fazer uma matéria sobre veículos como o nexter titus ou o bae casspir mk6 para as forças armadas ou para os grupos táticos?

    Curtir

Deixe uma resposta para Maus Panther Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: