Com o AUKUS, os anglo-saxões deixaram os europeus em uma sinuca

Montagem com imagens Shutterstock/PNGWing.

*Exclusivo Assinantes* A diplomacia da União Europeia é movida pela emoção e por uma compreensão superficial das políticas dos Estados Unidos e do Reino Unido. Os líderes europeus subestimaram Boris Johnson e superestimaram Joe Biden, uma combinação ruim.

Radar Semanal 16/07/21

O ex-vice presidente dos EUA, Mike Pence (Foto: Erin Granzow).

Hoje no Radar, um artigo aborda os desafios da modernização da tríade nuclear dos EUA; a recente implantação de 16 aeronaves da força aérea chinesa próximo ao espaço aéreo da Malásia pode sugerir uma nova tática para a China afirmar suas reivindicações sobre o Mar do Sul da China; O ex-vice-presidente americano Mike Pence ingressou na The Heritage Foundation fazendo um forte discurso anti-China, que traduzimos nesta edição; O compromisso da Turquia de proteger o aeroporto de Cabul é arriscado, mas pode trazer recompensas estratégicas significativas.

Radar Semanal 02/07/21

Meninas ensaiam na Praça Tiananmen, Pequim, antes do desfile comemorativo do 100º aniversário da fundação do Partido Comunista Chinês (Foto: Foreign Policy).

Nesta edição do Radar, trazemos uma matéria sobre a realização de jogos de guerra conjuntos entre os EUA e o Japão, em preparação para um possível confronto com a China por Taiwan; um artigo explana como a OTAN vem evoluindo sua concepção sobre ataques cibernéticos; uma avaliação da relação entre a União Europeia e a Turquia; e uma análise mostra que o partido chinês mantém uma consistência nacionalista ao longo de seus 100 anos de existência.

Decisão de US$ 6,5 bi sobre novo caça da Suíça está próxima

Dois caças F/A-18 Hornet da Força Aérea Suíça decolam na base de Payerne, Suíça, em 25 de agosto de 2020 (Foto: Denis Balibouse/Reuters).

A Força Aérea da Suíça precisa substituir seus atuais caças Northrop F-5E/F Tiger II e Boeing F/A-18 Hornet, que saem de serviço em 2030.

A OTAN e as mudanças no equilíbrio do poder mundial

Imagem: Wallpapertip.

Embora a Rússia, citada 62 vezes na declaração de Bruxelas, seja sem nenhuma dúvida a maior ameaça identificada pela OTAN, a China, o Irã e o terrorismo, e as mudanças climáticas, são apresentados pela Aliança como grandes desafios à segurança e à estabilidade mundial.

Airbus oferece montar o Eurofighter na Suíça para ganhar concorrência de US$ 6,5 bilhões

Jato Eurofighter da força aérea alemã decola na base de Laage, em Mecklenburg-Vorpommern, Alemanha (Foto: Annegret Hilse/Reuters).

Governo suíço está dividido entre os que são a favor do F-35 e os que preferem um acordo europeu para suavizar as relações com a UE depois que a Suíça rejeitou um tratado bilateral.

UE visa setores-chave da Bielorrússia após desvio de aeronave da Ryanair

Foto: Andrius Sytas/Reuters.

UE adotará medidas visando as principais fontes de receita bielorrussa: exportações de fertilizantes, tabaco, petróleo e produtos petroquímicos; medidas devem ser adotadas nos próximos dias.

O que significa voltar a aderir à Europa?

O presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, e o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltemberg, participam da cúpula da OTAN, em Bruxelas (Foto: Reuters).

“A UE parece relutante em iniciar ações de longo alcance contra a China, preferindo ações mais modestas e menos arriscadas … A clareza da missão da OTAN na Guerra Fria já não existe. Em uma questão fundamental para os Estados Unidos, retornar à Europa traz retornos mínimos.”