Estados Unidos, China e a transição de poder no Século XXI

Imagem: Theasis/Getty Images.

A geopolítica contemporânea não está reeditando o sistema bipolar vivido durante a Guerra Fria, mas passando por uma crise de transição típica da disputa entre um poder hegemônico e outro ascendente, tal como ocorreu durante as décadas anteriores à Primeira Guerra Mundial. Resta saber como essa dinâmica será processada no século XXI.

A ascenção da China, a hegemonia norte-americana e a Armadilha de Tucídides

A impressionante velocidade do crescimento da China e sua expansão nos campos econômico, tecnológico e militar levam inevitavelmente a um choque com os interesses dos Estados Unidos, a potência – até então – hegemônica. Com o acirramento das tensões devido à forte competição, conseguirão estes países evitar a Armadilha de Tucídides?

Radar Semanal 13/11/2020

O Radar traz uma avaliação do Plano Quinquenal da China; Um mapa da eleição americana, pelo Epoch Times; o cessar-fogo na guerra do Nagorno-Karabakh; um ensaio sobre Estratégia e Direito Internacional publicado pelo The Strategy Bridge; e uma análise sobre as implicações do Tratado de Não-proliferação de Armas Nucleares para aliados dos EUA.