Comando Espacial dos EUA rastreia foguete chinês descontrolado na reentrada em órbita

Foguete Longa Marcha-5B Y2 com o módulo central da estação espacial chinesa Tianhe, decola do Centro de Lançamento Espacial de Wenchang, em Hainan, China, em 29 de abril de 2021 (Foto: China Daily/Reuters).

Astrofísico de Harvard disse que detritos potencialmente perigosos provavelmente escaparão da incineração após entrarem na atmosfera, mas provavelmente cairão no mar.

Espiões Espaciais Parte I: Um diamante em órbita

Imagem: Alexandra/Pixabay.

Na década de 1960, a Guerra Fria estava a pleno vapor. Não surpreende que a exploração do espaço se apresentou como um território importantíssimo para operações militares.