Coreia do Norte pode acabar com armas nucleares táticas como resultado de corrida de mísseis intercoreana

Míssil tático superfície-superfície desenvolvido pela sul-coreana Hanwha na Exposição Internacional Aeroespacial e Defesa de Seul, Coréia do Sul, 15 de outubro de 2019 (Foto: Josh Smith/Reuters).

A Coreia do Norte afirma que seus mísseis são de autodefesa e acusa a Coreia do Sul e os EUA de ameaçar sua segurança com exercícios militares, compra de armas e outras políticas hostis.

Coreia do Norte afirma ter testado um novo “projétil tático guiado”

Cidadãos assistem às notícias sobre o disparo de mísseis da Coreia do Norte na Estação Suseo em Seul, Coreia do Sul, 25 de março de 2021. (Foto: EPA-EFE/Yonhap).

Segundo a agência estatal norte-coreana KCNA, os mísseis lançados na quinta-feira percorreram cerca de 600 km, em conflito com os 420-450 km estimados por Seul e Tóquio.