Ministério da Defesa da Rússia está avaliando novos regulamentos após incidente no Mar Negro

O contratorpedeiro britânico HMS Defender (Foto: Kevin Shipp/Shutterstock).

Analistas acreditam que provocações em águas territoriais da Rússia serão mais frequentes e o país deve estar pronto a reagir, mas foguetes não guiados seriam suficientes para demonstrar intenções.

Dois bombardeiros estratégicos Tu-160 da Rússia sobrevoam o Mar de Barents

Bombardeiro estratégico Tu-160 (Foto: Marina Lystseva/Tass).

Caças MiG-31 da aviação naval da marinha russa escoltaram os bombardeiros durante o voo.