A participação da China em Missões de Paz

Militares chineses em formatura pouco antes de sua implantação na missão da ONU em Juba, capital do Sudão do Sul. (Foto: PLA Daily/Weibo).

A participação da China nas missões de paz da ONU saiu de praticamente zero até uma posição de indiscutível liderança, em apenas três décadas. Isso ocorre por diversas razões, desde econômicas até políticas, geopolíticas e militares. Todas apontam para um maior protagonismo do gigante asiático no sistema internacional.

Saab fecha 2020 com resultados positivos

Apesar das adversidades causadas pela pandemia da COVID-19 ao longo de todo o ano passado, a Saab mostrou capacidade de manter e fortalecer sua competitividade no mercado mundial. O relatório de resultados de 2020 da empresa mostra uma forte entrada de pedidos e fluxo de caixa positivo.

Os planos chineses para os próximos cinco anos

Na revisão de seu Plano Quinquenal, a China reforça a liderança de Xi Jinping, mostra que o Partido Comunista Chinês continua forte e mais uma vez demonstra que o país possui planos para executar suas estratégias. A dúvida que resta é se os seus adversários também têm planos para competir à altura.