Diagnóstico da (in)segurança

A população não se atém às estatísticas do crime e sim aos fatos que geram a sensação de insegurança e reforçam o medo concreto. É imperativo que a lei penal brasileira seja menos benevolente com criminosos, deixando de conceder benefícios e regimes carcerários alternativos. Diante do clima de insegurança, medo e descrédito nas instituições responsáveis pela segurança da população, tem surgido soluções imediatistas que não resolvem os problemas.