Foguetes visam as tropas dos EUA e empreiteiros em bases militares iraquianas

Caça iraquiano F-16 Fighting Falcon decola da Base Aérea de Balad, no Iraque, em 17 de junho de 2019 (Foto: Luke Kitterman/USAF).

Os ataques são os mais recentes de uma sequência desde que Joe Biden assumiu a presidência e tem como alvo a presença dos EUA no Iraque, visando bases militares e a Zona Verde de Bagdá.

Para o Irã, armas nucleares podem esperar

Com uma população se afastando cada vez mais da religião e tendendo a preferir um governo secular, o regime dos aiatolás do Irã estaria mais inclinado a priorizar a recuperação da economia, gravemente afetada pelas sanções e pela pandemia do Covid-19, do que a obtenção de armas nucleares.

Radar Semanal 26/02/2021

No Radar Semanal de hoje, destacamos dois fatos que consideramos marcantes: o ataque americano à instalações na Síria, a primeira ação militar de Joe Biden, e a escalada da crise em Mianmar, cuja solução parece cada vez mais distante. Selecionamos três artigos sobre cada assunto, procurando trazer visões distintas.