Afeganistão: um eterno campo de batalha geopolítico

Um T-62 em posição de tiro em algum lugar nas montanhas Hindu Kush, no Afeganistão, entre 1984 e 1985 (Foto: Sergey Novikov, da 5º Cia. Aerotransportada do Exército Vermelho/Wikimedia Commons).

Em sentido geográfico e histórico, o Afeganistão é um lugar difícil e os afegãos são pessoas difíceis. Quando a tecnologia trava uma guerra contra as montanhas, geralmente as montanhas vencem. E no Afeganistão, foram as Hindu Kush que finalmente saíram vitoriosas. Inegavelmente, os Estados Unidos e a OTAN falharam nessa invasão equivocada, ficando com nada além de humilhação.

“Com os senhores derrotados, os escravos não podem lutar”: o Talibã antevê a vitória após a saída dos EUA

Combatentes talibãs no leste da província de Nangarhar em imagem de 2016 (Foto: Rahman Safi/Xinhua).

“Os arrogantes americanos pensaram que poderiam varrer o Talibã da face da terra”, disse Mullah Misbah, comandante insurgente na devastada província de Ghazni, em uma entrevista à AFP. “Mas o Talibã derrotou os americanos e seus aliados e, se Deus quiser, um regime islâmico será estabelecido no Afeganistão agora que eles estão partindo.”

Poder militar e “pontos de ignição” mudam do Ocidente para o Oriente

Imagem: Times of India.

Nas duas últimas décadas, os Estados Unidos vêm destacando mais tropas para o Leste Asiático e o Pacífico do que na Europa e Oriente Médio. A Ásia atualmente responde por metade dos desdobramentos de tropas americanas no exterior.

Decifrando o código das milícias marítimas da China

Nesta imagem da Força Tarefa Nacional do Mar das Filipinas Ocidental, navios chineses estão atracados no Whitsun Reef, no Mar do Sul da China, em 27 de março de 2021 (Foto: Governo das Filipinas).

Um navio de pesca chinês aparece em um local sensível – perto das Ilhas Senkaku no Mar da China Oriental, um recife do Mar do Sul da China ou ao largo de uma base aeronaval dos EUA. É um barco de pesca “comum” ou é uma milícia marítima?

Vietnã, o fiel da balança no Mar do Sul da China?

Navio de patrulha da Guarda Costeira do Vietnã (Foto: Alisé Kim/Wikimedia Commons/CC BY 2.0).

O Vietnã vive em meio à constantes tensões com a China em disputas por recursos e soberania no Mar da China Meridional. Apesar disso, o país não é aliado dos Estados Unidos, e parece estar firmemente determinado a manter sua política de não alinhamento a uma grande potência em oposição a outra.

Infográfico: Gastos Globais com Defesa em 2020

Foto: WikiImages/Pixabay.

As despesas militares mundiais em 2020 atingiram o seu nível mais alto desde o ano de 1988, chegando ao patamar de 2,4% do PIB global.

Infográfico: Dez grandes acidentes com submarinos

Imagem: Pixels.

Mesmo os submersíveis modernos, dotados da mais alta tecnologia, podem acabar no fundo do oceano se sua tripulação não estiver atenta ou a tecnologia falhar – e esta é uma possibilidade ameaçadora e sempre presente.

Operação “Liberdade de Navegação” na ZEE da Índia: os EUA estão errando a mão?

Destroier da marinha americana USS John Paul Jones (Foto: Joseph Pol Sebastian Gocong/US Navy).

A Sétima Frota da Marinha dos EUA informou uma missão de “Liberdade de Navegação” realizada na ZEE da Índia, em um comunicado com tom forte. A declaração vem na sequência de uma série de eventos supostamente positivos nas relações entre os dois países. Não ficou clara a intenção da operação – ou do comunicado.

Infográfico: haverá guerra civil em Mianmar?

Infográfico: as forças em confronto em Mianmar.

Rússia e Ucrânia não deverão entrar em conflito

Soldado russo na Crimeia (Foto: Stephen Foote/Alamy).

Rumores em contrário ignoram o melhor interesse de todos os envolvidos.