As primeiras ações de Biden no Oriente Médio

Os movimentos iniciais de Joe Biden em relação ao Irã e ao Oriente Médio parecem indicar uma mudança radical na política externa americana para a região. É difícil prever quais poderão ser os resultados efetivos, mas, como sempre pode acontecer, ainda que uma política pareça virtuosa seus resultados podem se distanciar muito das intenções.

A manipulação das grandes potências pelos países periféricos

Mencionando os exemplos de Cuba e do Vietnã, entre outros, o desembargador Reis Friede analisa a habilidade de determinados países ditos periféricos em obter indiscutíveis vantagens, explorando com maestria a rivalidade das grandes potências.