Passado e presente: a oportuna tomada de decisão

Marechal Henrique Teixeira Lott (Foto: Life Magazine).

Ao vislumbrar a possibilidade de um golpe por parte da ala do presidente interino, Carlos Luz, o general Henrique Teixeira Lott tomou medidas para garantir a posse do presidente eleito, Juscelino Kubitschek, no episódio que ficou conhecido como “Movimento de 11 de Novembro”. Lott entrou para a história como um oficial general destemido e corajoso.

Circular reservada do Chefe de Estado-Maior do Exército (1964)

“… Estar prontos para a defesa da legalidade, a saber, pelo funcionamento integral dos três Poderes constitucionais e pela aplicação das leis, inclusive as que asseguram o processo eleitoral, e contra a revolução para a ditadura e a constituinte, contra a calamidade pública, a ser promovida pelo CGT, e contra o desvirtuamento do papel histórico das Forças Armadas.”

Movimento Civil-Militar de 31 de Março

O Congresso Nacional legalizou e legitimou o Governo Militar.

O descarte dos Cães de Guerra

Com o fim do regime militar em 1985 e a ascensão da esquerda ao poder, teve início um processo de “esvaziamento” do entendimento da Lei da Anistia e o aparelhamento da imprensa e da academia. A chamada Comissão da Verdade, em tese criada para apurar violações dos direitos humanos entre 1946 e 1988, foi formada inteiramente por militantes de esquerda concentrou-se apenas no período do regime militar. Longe de atuar com isenção, teve por objetivo colocar no banco dos réus apenas um lado.