Rússia aprende lições militares na Síria

Desde 2015, os militares russos estão intimamente envolvidos no conflito sírio e implantaram uma extensa rede de comando e controle para suas forças e aliados. Nesta análise, Tim Ripley, da Jane’s, faz uma avaliação da implicação dessa experiência para futuras intervenções militares russas em outras zonas de conflito. Continuar lendo Rússia aprende lições militares na Síria

FEB, feitos e valores: legado para o Exército e o Brasil de hoje

A FEB, sem experiência de combate, com treinamento incompleto e sem tradição de guerras externas desde o Paraguai, quase cem anos antes, enfrentou preconceitos e mostrou o valor do soldado e do povo brasileiros. Ainda hoje encontra baixo reconhecimento no país e há quem minimize sua atuação na Itália. O general Rocha Paiva relata brilhantemente a trajetória, o valor e o legado que a FEB deixa para os brasileiros, tão carentes de nossa História. Continuar lendo FEB, feitos e valores: legado para o Exército e o Brasil de hoje

Vulcan: uma história diferente

A história do Vulcan da RAF que aterrissou no Galeão em 1982, durante a Guerra das Falklands/Malvinas, foi contada recentemente aqui no Velho General. No entanto, a véspera da partida do bombardeiro, quando a tripulação conheceu a noite carioca, é uma passagem bem menos conhecida. Esse relato é feito hoje em primeira pessoa pelo coronel-aviador Carlos Aureliano Motta de Souza, o oficial da FAB que ciceroneou a tripulação britânica naquela noite. Agradecemos ao coronel Motta pela gentileza e disponibilidade de nos relatar essa história! Continuar lendo Vulcan: uma história diferente

2º Sargento Max Wolff Filho

Max Wolff Filho é um verdadeiro Herói de Guerra brasileiro por sua coragem e senso de cumprimento do dever além de suas responsabilidades. Suas ações de salvamento voluntárias, participação em missões arriscadas e respeito por seus comandados são exemplo a todos os brasileiros. Continuar lendo 2º Sargento Max Wolff Filho

Os três problemas do Vulcan XM597

Em junho de 1982, em plena Guerra das Falklands/Malvinas, um bombardeiro britânico Avro Vulcan, retornando de uma missão Black Buck, teve problemas com a sonda de reabastecimento e rumou para o Rio de Janeiro. Solicitou emergência de combustível, foi rastreado pelo CINDACTA, interceptado por caças Northrop F-5 Tiger da FAB e aterrissou com os tanques já quase “secos”. Continuar lendo Os três problemas do Vulcan XM597