Por que os homens lutam?

A guerra parece fazer parte da própria condição humana. Há registros de guerras desde antes da existência de qualquer documentação escrita. Guerras são travadas pelas mais diversas razões e não há nenhum período histórico em que não se verifique sua ocorrência. Mas por que fazemos isso? Por que, sob determinadas circunstâncias, os homens vão à guerra e estão dispostos a dar suas vidas? Continuar lendo Por que os homens lutam?

Sistema de Gerenciamento de Incidentes e Crises: atualizando a doutrina

Os procedimentos e técnicas policiais na área de segurança pública evoluem ao longo do tempo, em resposta às transformações observadas nas situações de risco que se apresentam à sociedade. Neste artigo, os autores discorrem sobre a evolução do conceito de “resolução” para “gestão”, numa concepção mais abrangente de gerenciamento que envolve não apenas as forças policiais, mas diversos setores pertinentes, padronizando comando, procedimentos e terminologias de forma a garantir a interoperabilidade. Continuar lendo Sistema de Gerenciamento de Incidentes e Crises: atualizando a doutrina

O que o Exército me ensinou sobre Liderança: a Liderança nos diferentes níveis

Na série de artigos sobre Liderança, neste o coronel Paulo Filho aborda a questão da Liderança Direta versus Liderança Indireta, convidando a refletir sobre as diferenças de liderança em diferentes níveis de comando. A liderança ocorre do mesmo modo? As mesmas habilidades são necessárias em qualquer nível da hierarquia? Continuar lendo O que o Exército me ensinou sobre Liderança: a Liderança nos diferentes níveis

Análise crítica da PND, END e LBDN (versão 2020)

Os textos da PND, END e LBDN, recentemente entregues ao Congresso, requerem desta instituição a abertura de um amplo debate com a sociedade brasileira de forma a produzir uma análise responsável, isenta e equilibrada acerca da defesa do país. Neste artigo, o prof. Eduardo Brik discorre sobre sua profunda e bem fundamentada crítica que poderia muito bem ser o ponto de partida para tal debate. Continuar lendo Análise crítica da PND, END e LBDN (versão 2020)

O futuro da Bielorrússia

A Bielorrússia é o caminho mais curto entre a Europa ocidental e Moscou, e por isso, como mostra a história, pode facilmente se transformar em uma fonte de preocupação para a Rússia. Se por um lado a Ucrânia é um exemplo recente da disposição russa em uma possível intervenção, por outro a população bielorrussa é, cultural e historicamente, muito mais próxima dos russos, o que poderia sugerir uma solução menos traumática. Continuar lendo O futuro da Bielorrússia

Logística e mobilização nacionais

As capacidades industriais e logísticas de um país são vitais na sua defesa. Neste contexto, é fundamental a compreensão de que “Defesa” não é um tema da alçada exclusivamente militar, mas responsabilidade de toda a sociedade. Assim, a capacidade de integrar a base industrial e logística nacional à estratégia de defesa, no conceito de Mobilização Nacional, é imprescindível. Em entrevista ao Velho General, o coronel da reserva da FAB, Antonio Celente Videira, docente da ESG, discorre sobre este assunto. Continuar lendo Logística e mobilização nacionais

A Estrela de Caxias em 1843

Hoje, o Dia do Soldado, data magna do Exército, homenageia o nascimento de Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, em 25 de agosto de 1803. Conhecido como “O Pacificador” e “Duque de Ferro”, tornou-se patrono do Exército Brasileiro em 13 de março de 1962. É tido por muitos historiadores como o mais destacado oficial da história do Brasil. Em sua homenagem e à data, publicamos este artigo de autoria do coronel Cláudio Moreira Bento. Continuar lendo A Estrela de Caxias em 1843

A influência geográfica nos conflitos Árabe-Israelenses

As características geográficas do entorno de Israel, o fato de estar cercado por inimigos reais e potenciais, além de não possuir aliados na região, fizeram com que o país adotasse uma estratégia de uso de “zonas de amortecimento” ou “zonas-tampão”, a exemplo do que ocorre com a Rússia e suas preocupações com o crescimento da OTAN. Continuar lendo A influência geográfica nos conflitos Árabe-Israelenses

As atividades (estratégicas) chinesas no Ártico

Os chineses vêm realizando expedições ao Ártico desde 1999 e teriam construído sua primeira base de pesquisa na ilha de Svalbard em 2004. Suas atividades árticas mais conhecidas são principalmente econômicas, especialmente uma cooperação energética com a Rússia, parte do esforço de Pequim para eliminar sua dependência de carvão para geração de energia e reforçar, de modo geral, a segurança de sua matriz energética. Continuar lendo As atividades (estratégicas) chinesas no Ártico

Tragédia no Líbano

O Líbano, além de conviver com o permanente conflito entre Hezbollah e Israel, vinha recebendo um grande fluxo de refugiados da guerra civil da Síria em meio a uma severa crise política e econômica. Não bastasse tudo isso, a violenta explosão que atingiu o país no início deste mês, além do desastre humanitário, impõe um enorme desafio à sua já combalida economia e agrava a crise política. Continuar lendo Tragédia no Líbano