O último piloto paraguaio da 2ª Guerra Mundial

Banner-ADG

Albert-VF1 Por Albert Caballé Marimón

Publicado originalmente no site paraguaio “Todo Aviones” em 31 de maio de 2019. Traduzido e adaptado por Albert Caballé Marimón

Ele era o último sobrevivente do grupo de aviadores paraguaios que se especializaram no Brasil durante a Segunda Guerra Mundial. Trata-se do Capitão PAM (R) Pedro Cataldo Raina, que morreu no último dia 31 de maio em Assunção, capital do Paraguai, aos 101 anos de idade.

WhatsApp-Image-2018-02-27-at-11.47.14

Pedro Cataldo Raina (Foto: Todo Aviones)

Pedro Cataldo Raina nasceu em Caballero, Paraguarí, em 22 de fevereiro de 1918, filho de Pedro Cataldo e Laudelina Raina. Passou a infância em Caballero. Aos 12 anos, entrou para um clube de futebol fundado por membros da sua família em 1915, o Clube 30 de Agosto. Posteriormente, ingressou na escola de San José, onde recebeu formação militar, e foi destacado para lutar na Guerra do Chaco em 1935; no entanto, a assinatura do acordo de paz impediu seu batismo de fogo.

Em 1936 ele entrou para a Escola Militar, onde se formou como Tenente Aviador em 1938, realizando assim seu sonho de ser piloto militar. Sua paixão pelo futebol e pelo Olympia o levaram a integrar este time e a ser campeão em 1938. Chegou a atuar no Brasil como zagueiro do Botafogo.

No entanto, sua carreira no futebol foi interrompida quando integrou um grupo de militares paraguaios designados para participar de um treinamento no Brasil.

Participação no 2ª Guerra Mundial

Em 1943, a convite do então Comandante da Escola de Aeronáutica de Campo dos Afonsos, o coronel da FAB Henrique Dyott Fontenelle, o Paraguai enviou um grupo de oficiais para treinamento. Os oficiais da Fuerza Aerea Paraguaya consideraram que seria uma oportunidade de treinamento única para seus pilotos, que teriam a possibilidade de operar aviões de combate americanos da mais recente tecnologia e aceitaram o convite.


0005971293

O Presidente Getúlio Vargas passa em revista os oficiais Paraguaios (Foto: Jornal Última Hora)


Assim, o então Tenente Cataldo integrou o grupo de 10 militares paraguaios que, do início de 1942 até fins de 1943, se especializaram no Campo dos Afonsos. Nesse meio tempo ele se casou com Stella Fernández Alder, em 1942.

Em 1944, os oficiais paraguaios que receberam treinamento no Brasil foram convidados a participar da guerra, ajudando a proteger os comboios de navios aliados. A lista dos oficiais paraguaios foi a seguinte:

  • Capitão PAM Félix Zárate Monges
  • Capitão PAM Ismael Florentín
  • Capitão PAM José A. Duarte
  • Tenente 1º PAM Pedro Cataldo Raina
  • Tenente 1º PAM Epifanio Ovando
  • Tenente 1º PAM Eladio Velázquez
  • Subtenente PAM Horacio Acosta
  • Subtenente PAM Abraham Giubi Networks
  • Subtenente PAM Eladio Zárate
  • Tenente De Fragata PAM Pedro Nolasco Oviedo

*PAM: sigla de Piloto Aviador Militar

Estes oficiais participaram da Segunda Guerra Mundial ao lado de oficiais brasileiros e americanos no Atlântico Sul, voando na proteção dos comboios e navios que transportavam suprimentos para os Aliados. As operações consistiam na patrulha e defesa da costa continental sul-americana contra os submarinos e navios alemães. O Capitão Cataldo era o último sobrevivente deste grupo.


0008571091

O piloto paraguaio foi um dos 10 designados para servir durante a Segunda Guerra Mundial (Foto: Última Hora/Mario Abdo)


Em dezembro de 2018, em cerimônia comemorativa do 95º aniversário da criação da Força Aérea Paraguaia (FAP), o presidente Mario Abdo Benítez condecorou o veterano Capitão Pedro Cataldo Raina com a Medalha Aeronáutica de Honra ao Mérito.

Nossos sentimentos à família e aos amigos deste herói paraguaio, ilustre aviador militar de grande destaque em sua época.


WhatsApp-Image-2018-02-27-at-11.47.16


Fontes: site Todo Aviones e Diario Última Hora. Fotos: Todo Aviones, Diario Última Hora e Fuerza Aérea Paraguaya


*Imagem de capa: Site Todo Aviones


RECOMENDADOS PELO VELHO GENERAL

Captura de Tela 2019-06-10 às 07.55.19 The Chaco Air War 1932-35: The First Modern Air War in Latin America

  • Antonio Sapienza (Autor)
  • Em inglês
  • Versões eBook Kindle e Capa Comum
Captura de Tela 2019-06-10 às 07.55.35 “Diario de Guerra” (Chaco Paraguayo – Septiembre 1932 – Abril 1936)

  • Pedro Herken (Autor), Guillermo Alejandro Herken Meyer (Editor), Juan Carlos Herken Krauer (Editor)
  • Em espanhol [Print Replica]
  • eBook Kindle

  6 comments for “O último piloto paraguaio da 2ª Guerra Mundial

  1. Kleber Peters
    10/06/2019 às 12:34

    Uma correção:
    “Pedro Cataldo Raina nasceu em Caballero, Paraguarí, em 22 de fevereiro de 1918, filho de Pedro Cataldo e Laudelina Raina. Passou a infância em Caballero. Em 1915, aos 12 anos, entrou para um clube de futebol fundado por membros da sua família, o Clube 30 de Agosto.”
    Se nasceu em 1918 não teria como fazer 12 anos em 1915. Acredito que o correto seja 1930.

    Curtido por 2 pessoas

    • 10/06/2019 às 13:54

      Bem observado Kleber, falha nossa! Na verdade, 1915 foi o ano de fundação do clube da família. Post corrigido, obrigado!

      Curtido por 1 pessoa

  2. Luiz Reis
    10/06/2019 às 13:08

    Excelente matéria e excelente tradução!

    Curtido por 2 pessoas

  3. Rafael
    12/06/2019 às 11:19

    Buen día a todos.

    Só um pequeno preciosismo: Cataldo foi goleiro, e não zagueiro.

    https://datafogo.blogspot.com/2018/02/centenario-do-antigo-goleiro.html

    No mais, grato pela excelente história.

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: