O TAI T129 Atak: a Águia da Anatólia


Por Luiz Reis


No dia 22 de março, desembarcou na cidade de São José dos Campos, SP, um helicóptero de ataque TAI T129 ATAK, com o objetivo de realizar uma série de vôos de demonstração para autoridades civis e militares brasileiras, além de jornalistas e entusiastas da aviação. Tais vôos visam obter um contrato, principalmente com a Aviação do Exército Brasileiro, que busca adquirir helicópteros especializados em missões de ataque.


D2Se7oNW0AMnofq

Desembarque do T129 do cargueiro Ilyushin Il-76 da Zitotrans (Imagem: Twitter/@AeroEntusiasta)


O desembarque do modelo, transportado no compartimento de carga de uma aeronave Ilyushin Il-76 da empresa aérea de transporte de cargas russa Aviacon Zitrotrans (com a matrícula RA-76502), causou bastante impacto tanto na mídia leiga como na mídia especializada brasileira. No dia 23 de março o modelo, já montado, efetuou um voo de inspeção no Forte Ricardo Kirk, em Taubaté-SP.

Em 28 de março, o T129 fará um voo de demonstração para a imprensa. Logo depois o helicóptero segue para Brasília, onde também fará uma apresentação para a imprensa e autoridades, seguindo depois para o Rio de Janeiro, onde permanecerá exposto estaticamente durante a feira LAAD 2019, que ocorre de 2 a 5 de Abril no Riocentro.


T129-helicopter

Material de marketing (TAI/Helipress)


Todas essas demonstrações fazem parte do tour “T129 ATAK Brazil Roadshow”, onde a TAI (Turkish Aerospace Industries) está se esforçando para apresentar o T129 para potenciais clientes, entusiastas e amantes da aviação, como já foi colocado acima. Nesse texto vamos conhecer um pouco mais desse poderoso helicóptero de ataque, suas características e qualidades, que podem levar o T129 a eventualmente operar nas Forças Armadas Brasileiras.

O T129 ATAK

O TAI/AgustaWestland T129 ATAK é um helicóptero de ataque multifunção com dois assentos em tandem capaz de operar em qualquer tempo, baseado na plataforma Agusta A129 Mangusta. O T129 foi desenvolvido pela Turkish Aerospace Industries (TAI) com a parceira AgustaWestland (atualmente Leonardo). O helicóptero foi projetado para missões avançadas de ataque e reconhecimento em ambientes quentes e altos (Hot & High) e geografia irregular em condições diurnas e noturnas.


AgustaWestland (TAI) T129A ATAK - 21 (NickJ 1972) by NickJ 1972 (flickr) Tags- farnborough trade air 2018

T129A ATAK no Farnborough International Airshow 2018 (Imagem: Flickr/NickJ 1972)


O programa ATAK foi iniciado para atender às exigências operacionais das Forças Armadas da Turquia para um helicóptero de ataque e reconhecimento tático. O T129 é o resultado da integração de aviônicos de alta tecnologia desenvolvidos pela Turquia, aliados à grandes modificações na estrutura e sistemas de armas da comprovada plataforma AgustaWestland A129, com motores, transmissão e pás de rotor atualizados. Ele está em uso pelo exército turco e está sendo oferecido a outros potenciais clientes.

ORIGENS DO PROGRAMA

A Turquia anunciou em 30 de março de 2007 que fechado um acordo com a AgustaWestland para co-desenvolver e produzir 51 (com 40 opções) helicópteros baseados na Agusta A129 Mangusta, para serem montados na Turquia pela Turkish Aerospace Industries (TAI) sendo designados T129. Em 7 de setembro de 2007, um contrato no valor de US$ 1,2 bilhão foi assinado.


T-129-1001-FAR14-3653

Mísseis UMTAS no suporte do T129 ATAK (Imagem: Wikipedia/MilborneOne)


Em 22 de junho de 2008, o acordo entre a TUSAS Aerospace Industries (TAI) e a AgustaWestland entrou formalmente em vigor. Sob o acordo, a TAI desenvolverá um computador de missão local, aviônica, sistemas de armas, suítes de autoproteção e os sistemas de orientação montados em capacete. A Tusaş Engine Industries (TEI) fabricará os motores LHTEC CTS800-4N sob licença. Sob o acordo, a Turquia tem direitos totais de marketing e propriedade intelectual para a plataforma T129; a Turquia também pode exportar a plataforma para terceiros, excluindo a Itália e o Reino Unido. No entanto, a turbina LHTEC CTS800-4N do T129 dá aos Estados Unidos o poder de veto sobre qualquer venda de exportação em potencial.

O T129 foi otimizado para condições quentes e altas (Hot & High), além de várias outras melhorias importantes sobre o original A129, advindas dos requisitos do exército turco. O T129 transporta até 12 mísseis antitanque UMTAS desenvolvidos localmente pelo Roketsan (com capacidade semelhante ao Hellfire II). O T129 possui um canhão estilo gatling de 20 mm numa torre no nariz. Ele pode transportar uma combinação de casulos de foguetes de 70mm, mísseis ar-ar (AAM) Stinger e diversos outros tipos de pods de armas em seus suportes.


T-129-1001-FAR14-3652

Canhão rotativo do T129 ATAK (Imagem: Wikipedia/MilborneOne)


VÔOS DE TESTE E PRIMEIRAS ENCOMENDAS

O primeiro voo do T129 ocorreu em 28 de setembro de 2009, quando o protótipo “P1” voou nas instalações da AgustaWestland em Vergiate, Itália. Em 19 de março de 2010, durante um voo de testes, o protótipo “P1” caiu, mas a tripulação escapou apenas com ferimentos leves. No dia 17 de agosto de 2011 a TAI anunciou o primeiro vôo do protótipo T129 “P6”, o primeiro dos três protótipos a serem montados na Turquia.

Em agosto de 2015, a TAI entregou formalmente o lote dos primeiros nove helicópteros T129 ATAK para as Forças Terrestres da Turquia após a conclusão dos testes de qualificação. A HAVELSAN desenvolveu um sistema de simulador de voo para o T129 e apresentado na Feira Internacional da Indústria de Defesa (IDEF), na própria Turquia, em 2017.

Ainda em 2007, foi relatado que um helicóptero será mantido pelo Ministério da Defesa da Turquia e usado como banco de testes para o desenvolvimento de sistemas. Os 50 helicópteros restantes serão entregues ao exército turco. Um opcional de 40 helicópteros T129 adicionais serão produzidos, se necessário.


AgustaWestland (TAI) T129A ATAK - 23 (NickJ 1972) by NickJ 1972 (flickr) Tags- farnborough trade air 2018

T129A ATAK no Farnborough International Airshow 2018 (Imagem: Flickr/NickJ 1972)


Esses 50 T129s devem ser designados como T129B. Em novembro de 2010, a Turquia encomendou mais nove helicópteros T129 para aumentar seu total para 60. Estes T129 eram para um requisito operacional urgente do Exército Turco e foram construídos pela TAI para entrega em 2012, um ano antes da entrega dos 51 helicópteros encomendados anteriormente.

Esses T129 são designados como T129A EDH (Erken Duhul Helikopteri ou Early Delivery Helicopter – Helicóptero de Entrega Antecipada, em tradução livre), sem mísseis antitanque avançados e com aviônica simplificada. Como resultado de atrasos, o T129A entrou em serviço em 2014.

EM OPERAÇÃO

Em maio de 2014, o exército turco introduziu formalmente os nove primeiros T129 em serviço. Estas aeronaves iniciais eram do modelo A menos avançado, destinadas a substituir alguns dos antigos Bell AH-1 Cobra ainda em uso, e antes da introdução da variante T129B mais capaz de atender às necessidades turcas.

Em 25 de abril de 2015, dois T129A foram usados em combate pela primeira vez numa operação antiterrorismo na província turca de Siirt, com sucesso. A entrega do padrão final T129B começou no dia 31 de julho de 2015. Em 10 de fevereiro de 2018, durante a operação militar turca em Afrin, um T129 do exército turco foi abatido por um RPG curdo no distrito de Kırıkhan, na província de Hatay. A queda posteriormente foi confirmada pelas Forças Armadas Turcas e pelo Presidente Recep Tayyip Erdoğan.


Teaser Institucional da Turkish Aerospace


POTENCIAIS CLIENTES

De acordo com notícias de 2009, Azerbaijão, Bahrein, Jordânia, Malásia, Polônia, Gâmbia e Emirados Árabes Unidos mostraram interesse no T129. Em 2011, a Arábia Saudita pediu à Turquia para participar de uma licitação para produzir helicópteros de ataque para a Força Aérea Saudita.

Em julho de 2012, foi relatado que as Filipinas receberam uma oferta da Itália por helicópteros de ataque AgustaWestland (A129 ou T129). Em novembro de 2017, foi relatado que as Filipinas estavam interessadas em encomendar 23 helicópteros de ataque, como o T129 ou outros. Em 18 de dezembro de 2018, as Filipinas e a Turquia assinaram um memorando de entendimento (MoU, Memorandum of Understanding) com a TAI para novos T129 para suas forças armadas.

Em janeiro de 2013, uma reportagem da mídia afirmou que a competição de helicópteros de ataque da Coréia do Sul incluía o T129 nos três últimos finalistas com o Bell AH-1Z Viper e o Boeing AH-64 Apache. No entanto, o Apache AH-64E foi escolhido em abril de 2013. Notícias da mídia em fevereiro de 2013 indicaram que o Azerbaijão havia encomendado 60 helicópteros T129, mas isso foi posteriormente negado pela TAI.


AgustaWestland (TAI) T129A ATAK - 21 (NickJ 1972) by NickJ 1972 (flickr) Tags- farnborough trade air 2018 (2)

T129A ATAK no Farnborough International Airshow 2018 (Imagem: Flickr/NickJ 1972)


Em 2017, o Paquistão e a Turquia estavam na fase final de um acordo para comprar 30 helicópteros, de acordo com as informações da imprensa. Como parte desse processo, três T129 das Forças Terrestres da Turquia participaram da Parada do Dia do Paquistão em 23 de março de 2018. Em 25 de maio de 2018, foi relatado que o Paquistão assinou um acordo com a Turquia para adquirir 30 T129. Em dezembro de 2018, porém, o fabricante não conseguiu obter a licença de exportação necessária da Honeywell para o T129 com o motor LHTEC T800-4A, e o fabricante está agora buscando um motor substituto para que a Turquia possa concluir a transação.

A TAI espera lançar negociações para a venda do T129 ao Exército Nacional da Líbia e às forças terrestres polonesas. Em junho de 2018, uma delegação militar de alto escalão do Marrocos visitou Ancara para encontrar representantes da TAI sobre a possível aquisição de T129.

MODELOS

T129A EDH (Erken Duhul Helikopteri ou “Helicóptero de Entrega Antecipada”)

O T129A é a versão de “suporte de combate” equipada com canhão de 20 mm e munições simples, sem armas antitanque, podendo apenas transportar foguetes de 70 mm (2,75 pol.); nove T129As foram encomendados. Seis helicópteros foram entregues ao exército turco. Os T129As devem ser atualizados para o padrão T129B.

T129B

O T129B é a versão “multifuncional” equipada com sistemas de guerra eletrônica de ponta. 51 helicópteros devem ser produzidos, com um para ser usado para ensaio de testes de armas. O T129B está armado com uma metralhadora de 20 mm e pode transportar uma carga útil de 8 mísseis UMTAS, 12 Roketsan CIRIT e 2 AIM-92 Stinger.

OPERADORES

Paquistão:

  • Aviação do Exército do Paquistão (30 encomendados).

Turquia:

  • Exército turco – 40 em serviço em setembro de 2018.
  • Comando Geral da Gendarmeria – 4 em serviço em novembro de 2018.

ESPECIFICAÇÕES

Características Gerais
  • Tripulação: 2  (piloto e copiloto/artilheiro)
  • Comprimento: 13,45m
  • Diâmetro do rotor: 11,90m
  • Altura: 3,4m
  • Área do disco: 111.22m²
  • Max. peso de decolagem: 5.000kg
  • Powerplant: 2xLHTEC CTS800-4A turbina, 1.014kW (1.361shp) cada
  • Hélices: rotor principal de 5 pás
Desempenho
  • Velocidade máxima: 278km/h
  • Velocidade de cruzeiro: 269km/h
  • Alcance de combate: 561km
  • Alcance (ferry range): 1.000km
  • Teto de serviço: 6.096m (20.000 pés)
  • Taxa de subida: 14,0m/s
Armamento
  • 1 canhão rotativo de três canos M197 20x102mm (0,787 pol.) com 500 cartuchos
  • 4 hard points permitem diversas combinações de:
    • Foguetes: máximo de 4 pods com foguetes não guiados de 38x81mm (3.19pol.) ou 76x70mm (2.75pol.) ou pod de metralhadora de 12,7mm (.50)
    • Mísseis: 8xAGM-114 Hellfire, BGM-71 TOW, Hydra 70, Spike-ER, UMTAS, OMTAS, mísseis antitanque e antiblindagem e Sura D/Snora;
      • 12x Roketsan Cirit
      • 2x mísseis antiaéreos AIM-92 Stinger ou Mistral ou AIM-9 Sidewinder

CONSIDERAÇÕES: ATENDE ÀS NOSSAS NECESSIDADES?

Como vimos, o T129 é uma excelente aeronave de ataque e reconhecimento armado que tem uma vasta gama de armamentos integrados, que podem ser muito úteis tanto num grande conflito armado como em operações antiterrorismo ou contra-insurgência. É uma aeronave com grande potencial para as Forças Armadas Brasileiras, e se vier ainda com a Transferência de Tecnologia (ToT, Transfer of Technology) será altamente atrativa para suprir as nossas necessidades.

O T129, ao meu ver, é um forte candidato a equipar as Forças Armadas Brasileiras num futuro próximo.


Confira também o excelente artigo de nosso parceiro, o GBN News, sobre o T129.


RECOMENDADOS PELO VELHO GENERAL

Captura de Tela 2019-03-26 às 15.45.59

Helicópteros de Combate

  • Por Félix Álvarez (Autor)
  • Em Espanhol
  • eBook Kindle

Captura de Tela 2019-03-26 às 15.46.05

Gunship Pilot: An Attack Helicopter Warrior Remembers Vietnam

  • Por Robert F. Hartley (Autor)
  • Em Inglês
  • Versões eBook Kindle e Capa Dura

Captura de Tela 2019-03-26 às 15.46.33

Helicóptero Bell AH-1G Cobra

  • Com Tintas (4), Pincéis (2) e Cola
  • Revell Alemã
Captura de Tela 2019-03-26 às 15.46.53

Helicóptero AH-64D Block II – Early Version 12514

  • Academy Models

 

Anúncios

  4 comments for “O TAI T129 Atak: a Águia da Anatólia

  1. 27/03/2019 às 09:21

    Republicou isso em OSROC7 – Segurança & Defesa.

    Curtir

  2. William Coimbra
    23/05/2019 às 14:46

    Bom, só me resta torcer para que o Exército adquira esta aeronave. Gostei muito do artigo. Mas, durante a leitura, me lembrei das relações internacionais entre Turquia e EUA se deterioraram, o que seria um empecilho, tendo em vista que precisa de autorização dos EUA para a empresa turca exportar para o Brasil. Além disso, grande parte do PIB brasileiro é gasto para sustento do próprio Estado. Acho que é um sonho um pouco distante.

    Curtido por 2 pessoas

Deixe uma resposta para Velho General Cancelar resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: